Gerenciamento de Servidores: Vale a pena terceirizar?

O gerenciamento dos servidores é uma atividade estratégica que requer uma série de conhecimentos técnicos específicos (em hardwares, softwares, conectividade etc.) e de gestão (governança de TI, análise de dados etc.). Ele tem por objetivo, manter o desempenho e a disponibilidade dos serviços estáveis.

Monitorar continuamente os servidores é fundamental, pois vulnerabilidades, incidentes, paralisações e outros problemas precisam ser detectados em tempo hábil, de preferência com antecedência.

Para se ter uma ideia da criticidade desse processo basta ver um estudo realizado pela PwC, que detectou que em 2016, as empresas brasileiras tiveram prejuízos superiores a 1 milhão de dólares com fraudes aos seus dados e também devido aos períodos de indisponibilidade de serviços, aplicações e redes relacionada, principalmente, a dificuldades técnicas.

Diante disso, cresce o número de gestores de TI que se perguntam se vale mesmo a pena manter o gerenciamento de servidores sob controle interno. A terceirização (ou outsourcing) desponta como uma prática que pode ajudar a “desafogar” o time interno e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do serviço.

Você já pensou em terceirizar o gerenciamento dos servidores da sua empresa? Acompanhe, a seguir, algumas razões para passar a considerar essa prática como uma boa solução!

Manter o gerenciamento interno é caro demais para sua empresa

Cerca de 50% das empresas que buscam o gerenciamento de servidores com um fornecedor externo tem uma equipe de TI pequena, que quase não dá conta de responder por todas as frentes da tecnologia da operação. A outra metade não possui um departamento específicos e não dispõe de recursos financeiros para montá-lo.

Contratar profissionais especializados especificamente para fazer o gerenciamento inteligente dos servidores eleva os gastos com folha de pagamentos. Também a aquisição e a manutenção da infraestrutura necessária é um investimento razoavelmente grande.

Ao terceirizar, é possível mitigar esses custos e, ao mesmo tempo, garantir uma qualidade superior, uma vez que o fornecedor do serviço se compromete com indicadores de desempenho a serem alcançados — e tem recursos humanos e tecnológicos avançados para isso!

O gerenciamento feito por um fornecedor especializado é mais amplo e seguro

A empresa fornecedora de gerenciamento de servidores tem um sistema próprio de monitoramento que alerta sobre cerca de 17 itens do servidor, (uso de memória, espaço em disco, sobrecarga de uso, erros de rede etc.).

Este sistema de monitoramento avisa quando, por exemplo, o servidor para de enviar sinal, então a equipe entra em contato para verificar se a empresa está sem internet ou se alguma intervenção é necessária.

Na imagem abaixo, vemos um exemplo do gerenciamento (e monitoramento proativo) de servidores prestado pela Toor Tecnologia. Todos os pontos em “OFF” representam servidores que precisam de atenção imediata.

gerenciamento de arquivos da toor tecnologia

Conclusão

Em suma, a resposta é sim, vale a pena terceirizar o gerenciamento de servidores, pois hoje existem várias empresas oferecendo soluções inteligentes a partir de um custo/benefício bem favorável para o empreendedor — principalmente gestores de pequenas e médias empresas.

E os benefícios são ganho de inteligência competitiva, mais segurança da informação, redução de riscos, além da diminuição expressiva de gastos.

Um exemplo: atualmente, contratar um profissional para cuidar do gerenciamento de servidores não custa menos de 4 mil reais mensais sendo que a terceirização inicia a partir de R$ 500,00 por mês, ou seja, 8 X mais barato. Com a terceirização, a empresa usufrui de todos os benefícios e não precisa se preocupar com encargos trabalhistas, treinamentos etc.

O gerenciamento de servidores é feito através da instalação e configuração dos servidores de arquivos e Internet.

A Toor Tecnologia, por exemplo, além de instalar e configurar tudo, faz um monitoramento ativo da estabilidade, segurança e capacidade de armazenamento — sem contar o suporte integral de uma equipe especializada.